sábado, 5 de maio de 2018

Mendonça Filho mostra competitividade para disputa ao Senado

O deputado federal Mendonça Filho apareceu com 11% das intenções de voto para governador na pesquisa Múltipla e com 11,3% para o Senado. Numa eventual e provável candidatura de Armando Monteiro a governador é extremamente factível a possibilidade de o eleitor que sinaliza votar em Mendonça migrar para Armando Monteiro na disputa pelo governo e o eleitor de Armando migrar para Mendonça na disputa pelo Senado.
Quando somadas as intenções de voto de Armando Monteiro e Mendonça Filho para o Senado, chega-se a 27,1% das intenções de voto, é natural que no decorrer da campanha esse voto dos dois case. Mas existe um segundo fator que pode acabar beneficiando Mendonça. Jarbas Vasconcelos, líder na pesquisa, tem 20% de intenção de voto, e há um sentimento por parte do eleitor de associação entre Jarbas e Mendonça, o que pode fazer com que Jarbas seja o segundo voto do eleitor de Mendonça e Mendonça seja o segundo voto do eleitor de Jarbas.
Na eleição de 1994 para o Senado, quando estavam em jogo duas vagas, o eleitor de Arraes votou em Roberto Freire, e acabou votando em Carlos Wilson, que anos antes tinha sido vice de Arraes e herdou o governo dele. Isso pode acabar se repetindo em 2018, até porque caso se confirme a entrada de Humberto Costa para o Senado na Frente Popular, é pouquíssimo provável que a maioria do eleitor case o voto de Jarbas e Humberto, devido o antagonismo dessas duas lideranças políticas em todas as eleições.
Além dos números da quantitativa, existem pesquisas qualitativas identificando que Mendonça Filho é visto como competente, experiente, preparado, etc. Adjetivos que numa eleição difícil como a que estamos a presenciar são um alento para qualquer político. Apesar de ter sido ministro de Temer, a impopularidade do presidente curiosamente não respingou em Mendonça numa eventual disputa por uma cadeira do Senado.
Mendonça Filho tem uma eleição encaminhada para deputado federal, mas se for candidato a senador terá plenas condições de alcançar o mandato porque além do voto casado com Jarbas, também poderá ser beneficiado pelo antipetismo de parte da população que ainda é forte, sobretudo na Metropolitana onde concentra o maior eleitorado. De todas as majoritárias que Mendonça disputou, caso ele entre para o Senado, entrará na disputa com a melhor condição de vitória em relação a 2006, 2008 e 2012.
Informações Blog do Edmar Lyra

Nenhum comentário:

Postar um comentário