quarta-feira, 11 de abril de 2018

Depois de Edson Vieira e Toinho do Pará Justiça decreta bloqueio de bens de José Augusto Maia

Decisão está incluída na mesma sentença que condenou o ex-prefeito por improbidade administrativa

 A Justiça determinou o bloqueio de bens do ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, José Augusto Maia (AVANTE). A decisão faz parte da sentença que condenou José Augusto por improbidade administrativa.
A divulgação da decisão judicial foi antecipada pelo Blog do Ney Lima no último dia 24 de março, quando ainda não havia sido publicada no site do TJPE. Na ocasião a defesa do ex-prefeito afirmou não conhecer o teor da decisão, mas disse que iria ingressar com os recursos necessários assim que fosse notificada.
Recentemente o juiz Moacir Ribeiro Da Silva Júnior publicou na íntegra a decisão no site do Tribunal de Justiça, e nela consta que além do ressarcimento do dano causado ao erário público e da suspensão dos direitos políticos por oito anos, José Augusto também teve os bens bloqueados.
Os demais réus no mesmo processo, pessoas que a época faziam parte da comissão de licitação, também tiveram a indisponibilidade de bens decretada, mas o bloqueio foi relacionado a valores menores.

Entenda
O ex-prefeito José Augusto Maia juntamente com: Severino Manoel de França, Josemar Clemente da Silva, Roberto José de Lima Aragão, Rosani Aragão dos Santos e Helder Viegas Monteiro de Carvalho, pessoas que à época dos fatos faziam parte da comissão de licitação, foram condenados ao ressarcimento integral do dano causado ao erário, no valor de R$ 225.482,02.
Na mesma ação, José Augusto Maia foi condenado à suspensão dos direitos políticos por oito anos. Os envolvidos ainda podem recorrer da decisão.

Informações Blog do Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário