quinta-feira, 15 de março de 2018

Só me resta lutar e teimar, diz Lula em Salvador

Um dia depois de petistas saírem frustrados de uma audiência com a presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) intensificou, hoje, a pressão sobre a corte.
Ao discursar no encontro internacional parlamentar programado pelo Fórum Social Mundial, o ex-presidente repetiu suas críticas aos agentes responsáveis pela Lava Jato. Afirmou que o Judiciário, sobretudo o STF, tem um papel importante a cumprir neste momento.
“Por isso, se diz que o Supremo é o garantidor da Constituição. Se não for, estaremos todos perdidos neste país”, discursou.
Lula disse também que, ainda que talvez tenha sido o ex-presidente que mais nomeou ministros do STF, nunca telefonou para seus indicados para apelar em seu favor.
No encontro, Lula disse que está se insurgindo contra sua condenação. E encerrou seu discurso, afirmando não lhe restar outra alternativa senão lutar e teimar.
Pela manhã, durante entrevista à rádio Metrópole, Lula disse que não irá para a prisão.
“Não serei preso. Não cometi crime”, afirmou. Em livro que será lançado nesta (16), porém, Lula declara que está preparado para sua possível prisão. “Eu estou pronto para ser preso”, diz na entrevista que compõe a obra.

Informações Blog do Magno Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário