quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Em Santa Cruz, oposição cobra para que contas de Zé Augusto sejam votadas na Câmara

As contas da administração José Augusto Maia (Podemos), referentes ao exercício de 2007, aguardam apreciação do plenário da Câmara de Santa Cruz há, aproximadamente, 1 ano e meio, sendo alvo de cobranças por parte da bancada de oposição, em sessão ordinária, nessa terça-feira (06).
Carlinhos da Cohab (PTB), líder da bancada, registrou ofício direcionado ao presidente Zé Minhoca (PSDB), cobrando celeridade ao procedimento.
O vereador Augusto Maia (Podemos), filho do ex-prefeito, já havia cobrado na tribuna, em 2017, quando completou um ano da chegada do material, encaminhado pelo Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE).
O caso
As contas de 2007 chegaram, pela primeira vez à Casa José Vieira de Araújo, com recomendação para reprovação. A princípio foi levantado questionamentos em relação aos gastos com coleta de lixo, já que os números de Santa Cruz seriam significativamente maiores que em cidades com a mesma população.
A defesa do ex-prefeito recorreu ao tribunal e alegou que os números representariam o volume e fluxo de lixo com as feiras da cidade. No retorno para Câmara, o Tribunal reconsiderou e reenviou com recomendação para aprovação.
José Augusto Maia foi prefeito de Santa Cruz do Capibaribe entre os anos de 2001 e 2008.

Informações Blog do Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário