terça-feira, 12 de dezembro de 2017

‘Pernambuco retrocedeu’, diz oposição em manifesto contra Paulo Câmara

Na tarde desta segunda-feira (11) aconteceu no Arcádia Paço Alfândega no Recife, o movimento “Pernambuco Quer Mudar”, que reuniu quase duas mil pessoas. À frente do ato estavam os senadores Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (PMDB), os ministros Fernando Filho (sem partido) e Mendonça Filho (DEM), o deputado federal Bruno Araújo (PSDB) e os ex-governadores Joaquim Francisco e João Lyra Neto (PSDB), alem do deputado estadual Silvio Costa Filho (PRB) e o ex-prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Elias Gomes (PSDB), entre outros líderes.
Os principais postulantes da oposição ao governo, Armando Monteiro Neto (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (PMDB), ficaram no centro da mesa. Já as pessoas mais ligadas a Armando ficaram ao lado de Fernando Bezerra. E os mais próximos de FBC sentaram do lado de Armando. O deputado federal Bruno Araújo (PSDB), que comandou a pasta de Cidades, ficou no meio dos ministros Mendonça Filho (Educação) e Fernando Filho (Minas e Energia).
Os depoimentos do evento foram centrados nos índices negativos da gestão socialista e no futuro de Pernambuco pós-Eduardo Campos (PSB), que faleceu em 2014.

“Pernambuco sempre foi muito firme, mas temos agora um governo que sumiu, desapareceu. Esse apagão fez com que a mesma sociedade se organizasse para discutir o futuro”, declarou Bruno Araújo (PSDB). 

Bezerra Coelho empolgado falou sobre mudanças em relação ao futuro do Estado.

“Vejo Pernambuco inteiro aqui, do Sertão ao Agreste. O sentimento que nos trouxe aqui é o sentimento de mudança. Como disse João Lyra, somos de uma frente que foi formada por dois prefeitos (de Petrolina e de Caruaru) e agora temos essa enorme frente. Chegou a hora de encerrar esse ciclo político” – declarou. 

 
No ato, o grupo ‘Pernambuco Quer Mudar’, lançou um manifesto contra o governo Paulo Câmara (PSB). O texto foi lido pela deputada estadual Priscila Krause (DEM) e o texto traz diversas críticas ao governo pernambucano em áreas como educação, segurança, saúde e economia.
“Ao longo dos governos Jarbas Vasconcelos, Mendonça Filho, Eduardo Campos e João Lyra, os pernambucanos viram o nosso estado se desenvolver e se destacar na economia do Nordeste. Mas, nos últimos anos Pernambuco retrocedeu”, diz uma parte do trecho do documento.
A proposta do grupo é percorrer todas as regiões do Estado, já a partir de janeiro, iniciando por Petrolina, no Sertão, com o objetivo de ouvir as pessoas e recolher propostas que possam compor uma futura plataforma de trabalho. O ex-aliado de Paulo Câmara, o senador Fernando Bezerra Coelho, hoje no PMDB, disse durante o evento que o nome da oposição ao Governo de Pernambuco será conhecido em março ou abril de 2018.
O evento também contou com a presença do prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), além de Raquel Lyra de Caruaru, Miguel Coelho de Petrolina, Izaías Régis de Garanhuns, Joaquim Neto de Gravatá, entre outros.

Informações Blog do Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário