sábado, 18 de novembro de 2017

Em Jataúba, móveis da agência do Banco do Brasil começam a serem retirados

Foto: Redes Sociais
Nesta sexta-feira 17, o que era até então um pesadelo começou a ganhar contornos de realidade para a população da cidade de Jataúba no Agreste Pernambucano, há algumas semanas os boatos de que a agência do Banco do Brasil no município ganhou as redes sociais e noticiários locais e nessa sexta-feira data prevista para o encerramento de algumas atividades moveis começaram a serem retirados da agência confirmando assim as informações e gerando muita revolta a população do município.

A Câmara de vereadores junto com a prefeitura municipal e o Conselho de segurança tem corrido contra o tempo para evitar o fechamento da agência e já tiveram um pedido de liminar negado pela justiça local, diante dos fatos recorreram à outra instância, mas, ao que parece com a retirada dos móveis nessa sexta-feira a tentativa de evitar o fechamento do banco foi tardia e a população Jataubense que necessita de serviços bancários terão que se deslocar a outros municípios.

Como se não bastasse os prejuízos já sentidos no comércio local, os maiores prejudicados estão sendo os aposentados que além do deslocamento, tem que enfrentar filas gigantescas para receber os seus benefícios e ainda contam com o medo de assaltos no retorno ao município já que a insegurança é outro fator que impera em nossa Região.

Diante dos fatos a população está revoltada e se pergunta: Se há tanto tempo havia a possibilidade do fechamento porque só agora os nossos representantes políticos correram atrás para evitar que o banco fechasse? Onde estão os nossos deputados e senadores que não usam as suas influências e agem para manter o banco aberto? Com a possiblidade do fechamento do Banco do Brasil, porque não foi agilizado há tempo hábil a instalação de outra agência? Será que em tempos de evolução nossa cidade está voltando a estado de Sítio? E por fim, será que ainda dá tempo de salvar o Banco do Brasil no município?


Jota Silva / Agreste No Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário