quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Casas populares anunciadas por Bruno Araújo pode não sair do papel



O desligamento de Bruno Araújo (PSDB) do Ministério das Cidades pode trazer desdobramentos ruins para Santa Cruz do Capibaribe e São Domingos. Esta semana a jornalista Daniela Lima, da Folha de São Paulo, publicou na coluna Painel que o novo ministro Alexandre Baldy (sem partido) deverá revogar a portaria assinada por Bruno no dia 6 de novembro para a contratação de 54 mil unidades do Minha Casa Minha Vida.
O Blog do Ney Lima buscou a portaria e observou que nela constam as contratações de 139 casas para o Loteamento Jaçanã 2, em Santa Cruz do Capibaribe,  e 100 casas para o Residencial São Domingos, em Brejo da Madre de Deus.


O motivo que pode levar a revogação da portaria é que, segundo a colunista da Folha, alguns parlamentares teriam levado ao presidente Michel Temer (PMDB) uma lista com os municípios contemplados por Bruno Araújo, sob o argumento que grande parte são governados pelo PSDB.

O que diz Edson Vieira

Em contato por telefone com o editor desde Blog, o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), demonstrou desacreditar que a contemplação da cidade pelo Programa Minha Casa Minha Vida possa não acontecer.
O prefeito tratou como “apenas especulações” as notícias sobre uma possível revogação da portaria assinada por Bruno Araújo quando ainda era ministro, no início deste mês.

Informações Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário