quinta-feira, 8 de junho de 2017

Reunião do PSDB decidirá se partido continua ou não com Michel Temer

Na manhã da próxima segunda-feira (12) lideranças regionais de todo o Brasil irão participar de um encontro promovido pelo PSDB, para definir o futuro do partido junto ao Governo Michel Temer (PMDB). De acordo com informações preliminares, o partido irá ouvir as lideranças e decidir se permanece ou desembarca do Governo Federal.

Com a possível decisão, o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB) poderá deixar o cargo, tudo vai depender da posição do partido que contará com a participação de todos os presidentes estaduais. O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) tem sido pressionado por membros a entregar todos os cargos alinhados com o Governo Federal, antes de se posicionar, o senador convocou o encontro desta segunda-feira para definir os caminhos do partido, que deverá disputar as eleições de 2018 em chapa majoritária.

Vale destacar que o ministro das Cidades ensaiou uma saída quando foram reveladas a gravação da conversa entre Temer e o Sócio da JBS, onde revelações bombásticas foram levadas ao conhecimento público.
“Independente do julgamento (da cassação da chapa Dilma-Temer no TSE) o partido vai encaminhar o debate para a quinta-feira (08), onde irá refletir esse tema”, completou o parlamentar. Mesmo antes da reunião, dois diretórios já se posicionaram contra o desembarque do Governo, foram eles: Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.
A permanência do partido na base do Governo é tida como prioridade, já que com uma iminente saída, o Governo Michel Temer perderia muitos aliados e poderia gerar uma debandada geral de outras figuras e partidos.

O encontro estava previsto para esta quinta-feira (08), porém a cúpula do partido achou melhor adiar e marcar para a segunda-feira (12).

Informações Blog do Bruno Muniz

Nenhum comentário:

Postar um comentário