sexta-feira, 2 de junho de 2017

Fim de semana de articulações para o PSDB

Daniel Coelho (PSDB) é deputado federal
Principal partido aliado de sustentação ao Governo Temer, o PSDB vive um verdadeiro cabo-de-guerra entre suas lideranças devido o dilema sobre o desembarque da sigla do Governo Temer. O fim de semana será de articulações em Brasília e muitos parlamentares adiaram sua volta ao seu estado para promover mobilizações visando a reunião da bancada na próxima terça-feira, que decidirá sobre a saída da base do Palácio do Planalto. 

Um dos parlamentares que estenderá sua permanência em Brasília é o deputado federal Daniel Coelho (PSDB). "Está todo mundo conversando em Brasília, ouvindo é natural. O PSDB tem uma lacuna de liderança com o afastamento do seu presidente (Aécio Neves) e a posição de sair ou ficar acabou dividindo o partido", afirmou. O tucano acredita que houve o crescimento de adesões ao posicionamento favorável ao desembarque da base governista. "Há um sentimento crescente na bancada de que o partido deveria deixar o governo apoiando o que for importante para o País", afirmou.

A maior parte dos que defendem a saída do PSDB da base governista é dos parlamentares mais jovens em oposição aos líderes mais tradicionais do tucanato, mas o parlamentar pernambucano contabiliza adesões de lideranças mais velhas. Outro fator decisivo será a reunião do PSDB de São Paulo sobre a permanência no Governo Temer, na próxima segunda-feira. "É forte a influência porque eles possuem 14 deputados. É a maior bancada", afirmou.

O fator decisivo para a decisão do PSDB será o julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) marcada para o mesmo dia da reunião da sigla.

Por Carol Brito
Da Folha de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário