quinta-feira, 4 de maio de 2017

Editorial - "Perguntas sem respostas"

O quadro político nacional está a cada dia mais fragilizado diante dos constantes escândalos que estão em evidência em todas as esferas, isso de fato reflete não só no âmbito nacional, estadual, mas, consequentemente municipal, prefeituras de todo país passam por dificuldades o que leva os gestores a terem que fazer um verdadeiro malabarismo político para proporcionar as condições básicas na prestação de serviços públicos.

Não fugindo a regra, a cidade de Jataúba no Agreste Pernambucano também vive esse impasse, e diante desse quadro algumas perguntas feitas pela população que vela e luta pelos seus direitos ainda continuam sem respostas, como por exemplo: Quando será concluída a base do SAMU, obra parada há anos? Quando será retomada e concluída a troca da tubulação da compesa no município? Quando de fato irão funcionar as câmeras de monitoramento que foram instaladas há 1 ano na cidade? Quando será feita a obra de revitalização da Praça José Lopes de Siqueira no coração da cidade? Quando será feito um concurso público no município? Quando a Guarda Municipal será instituída já que está provada a sua eficácia, através da Guarda Comunitária?

Essas são algumas das perguntas que pelo menos o cidadão que tem o mínimo de bom senso e não fica preso à paixão política faz a si mesmo e aos órgãos competentes, perguntas muitas das vezes sem respostas já que a responsabilidade sempre é transferida para terceiros. De fato todos são sabedores das condições econômicas que o País enfrenta, no entanto, estaria o não acontecimento dessas obras ligado apenas a “CRISE”, de fato acredito que não, é preciso que haja uma mobilização mais efetiva e de fato essas respostas venham não em palavras, mas, com a concretização das obras que sem dúvidas serão benéficas para o dia-a-dia da população.

Como sociedade, precisamos cobrar os nossos direitos e cabe aos gestores e legisladores que representam a maioria da população lutar para que esses direitos sejam garantidos, é hora de acordarmos e usar o que temos nas mãos que é o direito do voto para cobrar as mudanças necessárias para o bem-estar social, afinal de contas ninguém vive de discursos, no momento que entendermos o poder que temos nas mãos certamente iremos construir uma sociedade mais humanizada e teremos um olhar diferente por parte daqueles que tem a legalidade de buscar as melhores condições de vida em todas as esferas dos poderes.

Presidente, Senadores, Deputados Estaduais ou Federais, Governadores, Prefeitos, Vereadores são funcionários do povo e tem a obrigação de dar as respostas necessárias e prestar contas do seu trabalho, afinal, somos nós que pagamos os seus salários.


Jota Silva 

Nenhum comentário:

Postar um comentário