terça-feira, 7 de março de 2017

Samu fica temporariamente desativado em Santa Cruz do Capibaribe

Foto: Thonny Hill
Na tarde desta segunda-feira (06) nossa equipe confirmou que as duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (SAMU), que ficam na base da unidade em Santa Cruz do Capibaribe, estão temporariamente desativadas devido a problemas mecânicos.
A informação foi confirmada após a nossa equipe de reportagem se dirigir primeiramente a base do Samu, onde um dos funcionários, que não estava autorizado a dar entrevista, confirmou o problema.
Entramos então em contato com a coordenadora municipal do serviço, Lenice Cordeiro, para obter mais detalhes. Ela confirmou que as duas estão com problemas desde o sábado de carnaval.
De acordo Lenice, as ambulâncias foram encaminhadas nesta segunda-feira para consertos já que, uma delas está em uma oficina de Santa Cruz e a outra, com problemas maiores, está em uma outra oficina, desta vez na cidade de Campina Grande (PB).
Serviço começa a ser restabelecido a partir de quarta-feira
Questionada sobre quando o serviço seria restabelecido no município, a mesma informou que a previsão é que a primeira delas, que se encontra no município, já esteja funcionando até a próxima quarta-feira (08). Já a segunda delas, a previsão é que esteja operacional até a próxima sexta-feira (10).
Também sobre as quebras, a mesma relatou que o período carnavalesco também não ajudou, já que mecânicos encarregados de realizar os consertos também estariam em viagem durante o feriado prolongado.
Ambulâncias reservas também estão com problemas
Ainda de acordo com Lenice, o município também dispõe de duas ambulâncias reservas, mas as mesmas também estariam com problemas mecânicos e seriam entregues em breve, mas não deu previsão da data para isso acontecer.
De acordo com ela, a demora para a entrega seria relacionada as oficinas, em especial a chegada das peças por parte das encarregadas para tais consertos que, segundo a coordenadora, estão sendo feitos na capital pernambucana.
Questionada também sobre como seria a prestação de socorro no município em caso de ocorrências, dentro do município o socorro seria prestado por uma ambulância no distrito de São Domingos. Já em ocorrências na PE-160, a equipe viria de Jataúba, mas suprida pela equipe de socorristas locais em caso de necessidade.
Também tentamos contato direto com o secretário de saúde do município, Breno Feitosa, para falar sobre o problema, mas este não atendeu as duas ligações efetuadas.
Tentamos também com uma das representantes da Secretaria de Saúde, Thais (que assume as funções na ausência do secretário), mas também não obtivemos resposta, já que a primeira ligação caiu durante o questionamento e outras duas tentativas seguintes, o celular da mesma se mostrou como desligado ou fora da área de cobertura.

Informações Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário